Cherry @ 16:24

Sex, 09/07/10

Apetece-me ligar-te, estou desesperadamente cheia de saudades tuas. Se aparecesses agora à minha porta eu ia ctg, fosse pra onde fosse mesmo sabendo que essa ilusao poderia durar apenas uma hra! Mas precisava de te sentir por perto outra vez, precisava do teu abraço, precisava de me encostar a ti no 500, com o teu casaco por cima, e ligar de 20 em 20 min o radio porqe ele se desligava (tal era o tempo que estavamos dentro do carro). Depois iamos almoçar onde quisesses, faziamos o que quisesses. Esqueciamos estes ultimos meses. Iamos às compras, e compravamos aqueles tennis que nao paravas de namorar sempre que passavamos por aquela loja ao pe da Salsa no CascaisShopping! Iamos à praia, iamos onde quisesses. Ou entao nem saiamos de casa. Eu só precisava de estar contigo mais uma vez, por mais humilhante que possa parecer admitir isso! Tu desapareceste da minha vida da mesma maneira que apareceste, mas também o que é que eu posso exigir? Quem aparece do nada, desaparece da mesma maneira, deve fazer parte!

 

 




Açucena @ 16:08

Sab, 10/07/10

 

oi é a primeira vez que visito o teu blog. :)
nao percebi mt bem o teu comentario.
se apareceu na tua vida nao foi por acaso.

beijo

p a t @ 20:39

Sab, 10/07/10

 

Sim , é verdade . Por vezes temos de sentir saudades para nos apercebemos que realmente acabou s:
Mas sabes ... eu não quero saber de mais nada . Foi mesmo o fim e tenho de me habituar a isso .


Lisa @ 20:54

Sab, 10/07/10

 

Eles aparecem no momento que mais precisamos, e vão se no momento que infelizmente tambem precisamos mais. Haveremos de crer a pessoa que gostamos sempre ao nosso lado, até depois de tudo o que essa possa ter feito. Corremos o risco de amar novamente a outra pessoa, que um dia deixamos partir/ ou que nos deixou.
Mas receber de novo a pessoa, criaria o medo de tudo voltar a acontecer. Seria então tudo diferente, e talvez com mais problemas. Valeria a pena correr o risco de amarmos novamente?

As saudades, alimentam, e mimam o coração, mas sem notar-mos vai destruindo. Amar é bom, mas amar também inclui seguir nova viagem, e deixar que a saudade seja apenas lembrança do passado sem dor. Porque o amar, precisa de renascer, de fluir com um proximo alguém.

* A escrita nao demostra o medo, porque ele existe. Mas como dizes, pode ser que seja mais forte do que imagino. é preciso é acreditar em ser feliz. E isso aplica-se também a ti.