Cherry @ 00:50

Ter, 08/06/10

 Estava com saudades tuas. Precisava de saber de ti.

 Havia saudade de falar contigo.

Estava chateada. Precisava de alguém (tu).

Fui te falar. Arrependi-me nos dez minutos que se seguiram. Achei que não ias responder.

Respondeste, falámos. Ouviste-me.

 

Remataste, por fim, com as tuas e só tuas, tão descontraidas, teorias sobre a vida:

 

 

"faz como eu

caga

há-de se resolver

duma maneira ou doutra"

 

 

 

E é por tudo isto que, por mais que eu queira, ninguem te supera (por enquanto)astronauta.

 



música: If we ever meet again - Katy Perry


Rita @ 09:33

Ter, 08/06/10

 

por vezes também me sinto nesse estado e preciso, sempre, de ir falar com ele .. ajuda-me muito, às vezes.


Lisa @ 18:27

Ter, 08/06/10

 

Há quem fique para a vida, há quem tenha de simplesmente de ir.
Se me fizessem a mim traduzir, era o delas. Boa sorte rapariga com isso. A historia do astronauta é sempre a nossa historia que vem mais a alma, há cabeça, a nós. A vonatde de voltar a ouvir e falar com o outro nunca falta. ( na maioria das vezes em que estamos mal) - Há maneiras de ver a vida, quanto aos rapazes, tornam tudo mais simples, sem complicações , e a expressão deles e tantas vezes essa. Enfim ( claro há raparigas assim também, como há também rapazes que não são assim).